Ela Guarda Algumas informações Mais Essenciais

20 May 2018 12:15
Tags

Back to list of posts

A memória cache é uma pequena quantidade de memória localizada perto do processador. Surgiu quando a memória RAM não estava mais acompanhando o desenvolvimento do processador. A memória RAM é lenta, e faz o processador "esperar" os detalhes serem liberados. Pra aprender melhor esta situação, deve-se aprender como o pc trabalha internamente. No momento em que o usuário clica para abrir um arquivo, o processador envia uma "requisição" para a memória RAM. A memória RAM pesquisa o dado que o usuário quer acessar no HD.No momento em que o arquivo é encontrado, é copiado para a memória RAM e enviado para o processador. O processador exibe o arquivo no monitor, mandando os detalhes para a placa de vídeo. Quando o processador envia o dado pra memória RAM, e assim como no momento em que a memória RAM manda esta dado de novo pro processador, há uma demora, devida a velocidade limitada da memória RAM.A memória cache entra ai. Esta memória, mesmo que seja bem pequeno em competência de armazenamento, é super rápida. Ela guarda algumas dicas mais relevantes, e usados mais frequentemente, ou por estabelecidos programas, no momento em que são executados. Sem esta memória, o desempenho dos pcs atuais cairia em mais de 95%, devido a limitação de velocidade da memória RAM. Esses dados consideráveis, e se fosse necessária a memória RAM pra atravessar esses detalhes repetidas vezes, o processador iria ficar muito tempo esperando os dados chegarem, e não usaria sua competência total. Existem 3 tipos de Cache, populares como L1 (primário) e L2 (secundário) e o L3, que atua como secundária assim como.Os três são embutidos no processador (antigamente só o L1 era), pelo motivo de a distancia física poderia interferir na transferência de detalhes. A cada novo processador, é desenvolvido um novo tipo de memória Cache pra ver a velocidade do processador. Na atualidade é inviável, contudo futuramente a memória cache poderá se transformar na memória principal do Computador, isto ajudaria muito no funcionamento das máquinas. Há pouco tempo, a memória Cache do processador era em média 256k, atualmente está em 12 MB, e logo teremos lembranças cache maiores ainda, e o valor dos processadores vai subindo ainda mais.O WWN se separa em duas novas sub-entidades, que são o WWNN (World Wide Node Name) e o WWPN (World Wide Port Name). O WWNN identifica o dispositivo em sí pela rede SAN, bem como denominado como "nó", e o WWPN identifica a porta do nó em que está tendo alguma conexão. As zonas garantem segurança e confidenciabilidade nas redes SAN. Um dispositivo ou grupo de dispositivos só poderá enchegar outro dispositivo ou grupo de dispositivos que habitarem uma mesma zona.Eu tenho que pagar pra ter Televisão Digitalum - Entre no vSphere, clique no servidor raíz, irá pra aba Configuration e depois Add Storagedois - Não apague arquivos sem certezaArmazenamento: HD de 500 GB (5.400 RPM)659 LG Z355is?5qOno8BXOpyg1TXcxJAob19D7W5kLwLjvpWu4fn5Rxc&height=240 A principio, as zonas lembram o conceito de VLANs no caso da ethernet, no entanto é muito mais completo a grau de recursos. Fundamentalmente existem 2 tipos de zoneamento: Soft Zoning e Hard Zoning. HBA01, que se refere a HBA 1 do servidor ’01’. Se quiser saber mais dicas sobre o assunto deste foco, recomendo a leitura em outro excelente site navegando pelo link a seguir: mais informaçőes. Como podemos observar, a zona construiu um grupo de WWNs que irão comunicar-se entre sí, independentemente das portas dispostas no switch, ou switchs no caso de fabric com múltiplos switchs (ISL).Todo ou qualquer WWPN que estiver conectado nessas portas vão se olhar. Ao contrário da soft zoning, em que a visibilidade é limitada pelos WWNs. O FCoE é uma prosperidade do protocolo FC que permite encapsular o protocolo FC por meio de redes ethernet. O protocolo veio pra simplificar as redes SAN, visto que o mesmo permite que o protocolo FC trafegue encapsulado em redes TCP/IP.Do mesmo jeito que o FC usual, é possível desenvolver fabrics e trabalhar com zonas, contudo o switch envolvido precisará suportar tais características. O FCIP é muito utilizado pra complementar a interconexão entre diferentes redes SAN que utilizam iSCSI. Durante o tempo que o iSCSI é o responsável por conectar localmente os hosts ao storage, o FCIP interconecta as redes iSCSI, permitindo que o servidor de uma das redes encontre o storage da outra e vice-versa.Em termos, o iSCSI encapsula uma rede SAN por intermédio da LAN, onde os comandos originários do protocolo nativo dos dispositivos SCSI são encaminhados estrada LAN para um storage. Diferente das redes FC e SAS a maneira de identificação dos dispositivos em uma rede iSCSI é estrada IQN ao invés WWN. Ao invés fabric zones o iSCSI usa o conceito consumidor (initiator) / servidor (target) com autenticação CHAP.O protocolo permite ao ‘initiator’ enviar comandos SCSI (CDBs) pro ‘target’ por intervenção de uma rede IP. Como é uma rede usada exclusivamente pra tráfego de fatos, é considerada uma rede SAN. 4. Particula facultativo separada por ":" contendo o target name. Para initiator e target se comunicarem, é necessário antes estabelecer uma ligação de segurança, a mesma é iniciada a começar por autenticação. O protocolo utilizado trata-se do CHAP, velho conhecido, utilizado no passado em redes Dial UP. No caso do iSCSI, não é possível autenticar em CHAP usando texto plano (ou "cleartext"), pois que o mesmo permitiria que um ataque do tipo man-in-the-middle capturasse facilmente as informações de autenticação e iniciasse um ataque.

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License