A Polêmica Da Vez

18 May 2018 18:05
Tags

Back to list of posts

A caseína é uma proteína que, há alguns anos, tomou espaço no mercado de suplementos alimentares. Veio com a perspectiva de oferecer uma absorção mais lenta, exatamente o contrário da whey protein. Outra diferença é a indicação de seu emprego antes de dormir, no tempo em que a whey protein é recomendada logo depois do treino.Entretanto a caseína é novidade? Se você crer o leite de vaca uma novidade, a resposta é sim. A caseína corresponde a por volta de 80 por cento das proteínas do leite, que você descobre nos supermercados e padarias. Iogurtes e queijos são riquíssimos em caseína. Dessa forma, se a sua mãe vive falando que o seu suplemento de caseína podes fazer lineshake mal, é ótimo avisá-la que ela consome a mesma proteína, no leite com café de todas as manhãs. O Super Slim X preveni a síndrome metabólica dois colheres (sopa) de folhas de chá-verde 3 folhas de espinafre 32- Evite chocolates, inclusive o diet 2014: Portugal - Ana Bonfimfile-vi.jpg Bem como imediatamente aconteceu com imensos suplementos - creatina, L-carnitina, whey protein, TCM (óleo de coco), BCAAS -, "a bola da vez" dos críticos de plantão parece ser a caseína. A caseína é um composto inflamatório e tóxico ao nosso organismo, sendo inclusive relacionado ao acrescento pela incidência de câncer e doenças autoimunes". Porém a indicação é correta.O leite, extraído da vaca ou da cabra, não é um alimento natural pro corpo humano. No meu livro Are You Ready, de 2007, cito exemplos de dietas prescritas pra atletas de alto grau, sem leite e derivados. Em "Viva em Dieta, Viva Melhor, de 2012, no momento em que falo sobre o leite, faço referência aos efeitos indesejáveis. Dessa forma, os efeitos alergênicos/inflamatórios do leite de vaca não são novidade nenhuma. Mas, pra tudo existe um "porém". Se pensarmos pela alimentação atual de nossa população, levando em conta os estilos culturais e sociais, a polêmica não se esgota nos estragos do leite lineshake pra saúde humana. Em meu consultório, a maioria dos pacientes em primeira consulta, retrata sobrepeso. Tomando este cardápio como fonte, será que o efeito inflamatório da caseína é essencial? Será que faz mesmo alguma diferença?Não seria envolvente acrescentar a caseína pela refeição intermediária da manhã, considerando que precisamos ingerir proteínas em TODAS as refeições? Quem passa boa quota da manhã em jejum, conseguiria, agora, fazer uma refeição com peito de frango orgânico, ou com claras de ovos orgânicos, entre o café e o almoço?Pela prática, estruturar a dieta de uma pessoa que está começando do zero, com imensos erros alimentares, requer muita cautela e bom senso, além de tudo. No modelo acima, a caseína seria, SIM, uma bacana opção. No momento em que a caseína é ruim? Alguém com uma rotina alimentar super bem ajustada, com proteínas distribuídas em todas as refeições (peito de frango orgânico, carne bovina orgânica, peixes orgânicos, ovos orgânicos) não deveria, como por exemplo, substituir a omelete, antes de dormir, por caseína. Com atletas de bodybuilding, principalmente em vésperas de guerra, NUNCA recomendo a caseína. Para que pessoas não entende, nos dias que antecedem uma disputa, até mesmo a whey protein é retirada da dieta. Tenho pacientes que HOJE não consomem NADA de leite e derivados na dieta, porém que ao longo do método de reeducação alimentar, usaram a caseína ou outro tipo de proteína derivada do leite.E eles asseguram que este procedimento foi fundamental. Imaginem um maratonista que corre vinte km/dia. Em algum momento, ele só conseguia correr cinco km/dia. Ninguém começa levantando um supino de duzentos kg. Foi essencial um alongado tempo de adaptação, para que o corpo humano se acostumasse ao interesse exigido. É óbvio que ninguém atinge a "perfeição" de uma hora pra outra. Prontamente participei de vários congressos de nutrição que discutiam os malefícios de lactose, caseína, glúten, além de outros mais alimentos com propriedades inflamatórias.A maioria dos espectadores ficava aterrorizada com os pretextos dos palestrantes. Todavia, vejam que estimulado: estas mesmas pessoas, minutos antes maravilhadas com a descoberta, caiam de boca nas bolachas, biscoitos e chocolates servidos no coffee break. A caseína poderá "não prestar" para alguém que tem um grau dietético avançado. Para conhecer pouco mais deste tema, você podes acessar o site melhor referenciado desse tema, nele tenho certeza que encontrará outras fontes tão boas quanto essas, veja no link desse site: Lineshake. Neste instante, para as pessoas que come coxinha frita no meio da manhã, ela poderá ser um muito bom alimento e, fale-se de passagem, até mesmo uma aliada no método de reeducação alimentar. Tenho abundantes exemplos de pessoas que conseguiram reverter a obesidade com o auxílio de caseína.Seria a caseína mais maléfica do que anorexígenos ou algumas drogas, recomendadas por vários médicos pra perda e/ou controle de peso? Se a caseína é mesmo tão mau quanto dizem, pense desta forma as carnes repletas de antibióticos, os vegetais contaminados por agrotóxicos, as bebidas alcoólicas, o excedente de sódio das comidas prontas, o açúcar do "inofensivo" refrigerante!Há outro ponto que considero interessante elucidar. A caseína é uma proteína presente em incalculáveis suplementos, não só nos intitulados como "100% caseína" nos rótulos. A maior parte dos mix proteicos, refeições líquidas e tantos outros produtos muito famosos, contêm caseína. Até já os leites artificiais para guris, como o Nan, pra referir uma marca muito popular em suplementação infantil, têm caseína.Quem acompanha o meu trabalho, sabe que o que eu penso a respeito da indústria de alimentos/suplementos. Ainda estamos dando os primeiros passos. Brevemente teremos proteínas do frango, peixe e até já de insetos em pó! Por mais absurdo que pareça, serão, sem sombra de dúvida, opções melhores em relação àquelas disponíveis, hoje, no mercado.Gerei, há pouco tempo, com o laboratório ADS, a linha Rodolfo Peres Series. Nela, uma das principais características é a ausência da proteína do leite nas formulações. Porém nem sequer em vista disso, abomino o emprego de caseína e whey protein. Até já a albumina em pó não podes ser consumida por quem é alérgico à proteína do ovo.

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License